Entenda o papel das barreiras sanitárias: identificar e monitorar casos suspeitos

Com a notícia de possível caso positivo da Covid-19 em Caetité, muita gente nas redes sociais cobrou das barreiras sanitárias que tivessem impedido a entrada de alguém contaminado na cidade. Este não é o papel das barreiras em lugares que realizam quarentena, e a contaminação se dá, SIM, em andar sem máscaras, em aglomerações e contato com pessoas sem as devidas medidas de higiene e distanciamento. As barreiras são as responsáveis pelo monitoramento de diversos dos casos suspeitos que os boletins diários da Prefeitura de Caetité divulgam.

Diariamente as redes sociais são abastecidas com informes do Comité de Operações em Emergência da Prefeitura Municipal de Caetité. Neles são informados os casos suspeitos de Covid-19 que estão a ser monitorados pela vigilância epidemiológica  e cujos exames foram por ela e pelo Laboratório Municipal coletados, até serem enviados ao Laboratório Central da Bahia (Lacen). Grande parte desses casos suspeitos foram identificados e encaminhados pelos servidores da Prefeitura que, dia e noite, expostos às intempéries, fiscalizam as estradas federais que cruzam a cidade.

Não têm as barreiras poder de impedir a circulação das pessoas: o papel delas é outro, o de identificar todos os que por aqui trafegam, monitoramento de casos suspeitos e encaminhamento desses para que todas as medidas de segurança sejam adotadas e fiscalizadas.

No caso em que houve confirmação a Prefeitura agiu com total transparência, divulgando a notícia e informando ainda que todos os que tiveram contato com o paciente sejam também monitorados.

Assim, quando você ler os boletins diários, saiba que boa parte de tudo o que ali está contido deriva do trabalho sério e comprometido dos servidores que, sob o sol escaldante ou as garoas geladas da madrugada, estão em nossas barreiras fazendo de tudo para que a pandemia seja controlada em Caetité.

Apenas se for decretado o chamado “lockdown” – ou “fechamento total” – é que as barreiras seriam autorizadas a impedir a entrada de pessoas vindas de fora do município. Isto não acontece em Caetité.

Cada cidadão pode e deve fazer sua parte: saia de casa somente para o estritamente necessário; use sempre máscaras, não se aproxime dos demais, higienize sempre as mãos e aquilo em que toca. Juntos vamos derrotar esse vírus.

Deixe um comentário