Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Associação Viva promovem apoio a associações rurais de Caetité

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, juntamente com a Associação Viva concluiu nesta terça-feira 23/06 o apoio a diversas associações rurais do município de Caetité, em relação ao edital emergencial de Segurança Alimentar e Nutricional.

São R$15 milhões no Estado da Bahia destinados para apoiar 10 mil famílias de agricultores familiares que produzem alimentos como hortaliças, frutas, raízes, tubérculos e plantas alimentícias não convencionais (PANC). A meta é financiar 300 propostas, cada uma no valor de até R$ 50 mil. 

No município de Caetité, a secretaria contribui diretamente com a elaboração dos projetos e Manifestação de Interesse, além de fornecer para as associações a declaração de atendimento de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural, documento condicionante para participação das associações no edital. Diga-se de passagem que Caetité, é um dos poucos municípios do Consorcio Alto Sertão que está credenciado no Sistema Informatizado de Assistência Técnica – SIATER Governo Federal.  

A Associação Viva prestou todo apoio as associações no que diz respeito aos documentos das mesmas, como certidões, atas, e toda parte escrituraria. 

As Associações que apresentaram interesse e tiveram o apoio da SDE, foram: Associação de Lagoa Azul; Cabeça da Vargem, Movimento de Mulheres Camponesas, Lagoa de Fora, Cercado, Cristal, Vargem/Invernada.

“Esperamos com isso que nossas associações sejam contempladas, pois esse projeto é de caráter emergencial e visa apoiar a produção de alimentos como hortaliças, frutas, raízes e tubérculos e produção de plantas alimentícias não convencionais (PANC), de forma sustentável, com o objetivo de melhorar as condições de vida da população beneficiária e contribuir para que a oferta de alimentos básicos e saudáveis seja mantida e até incrementada com o intuito de enfrentar os efeitos de redução dos cultivos desses alimentos durante a pandemia do novo Coronavírus”, disse Gledson Moreira, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Deixe um comentário